terça-feira, 26 de abril de 2011

Duelo


João de Santo Cristo sai de sua cidade e vai para Brasília para melhorar sua vida. Vira um traficante de renome e acaba sendo preso. Ele, então, se apaixona por Maria Lúcia e se arrepende de tudo que fez.


Mas Santo Cristo volta para o mundo do crime revendendo contrabando da Bolívia em Planaltina. É onde ele conhece Jeremias, outro traficante que ameaça Santo Cristo de morte.

Santo Cristo arranja uma Winchester 22, mas disse que só atiraria quando Jeremias começasse a brigar. Em Planaltina, João começa a sentir falta de Maria Lúcia e resolve voltar pra casa.

Acompanhe o resto da história na música "Faroeste Caboclo" do Legião Urbana do CD "Que país é esse".


Chegando em casa, então ele chorou
E pro inferno ele foi pela segunda vez.

Com Maria Lúcia, Jeremias se casou
E um filho nela ele fez.

Santo Cristo era só ódio por dentro
E então o Jeremias pra um duelo ele chamou:
— Amanhã, as duas horas na Ceilândia
Em frente ao lote catorze é pra lá que eu vou.
E você pode escolher as suas armas
Que eu acabo mesmo com você, seu porco traidor.
E mato também Maria Lúcia
Aquela menina falsa pra que jurei o meu amor.
E Santo Cristo não sabia o que fazer
Quando viu o repórter da televisão
Que deu notícia do duelo na TV
Dizendo a hora o local e a razão.

No sábado, então as duas horas
Todo o povo sem demora
Foi lá só pra assistir
Um homem que atirava pelas costas
E acertou o Santo Cristo
E começou a sorrir.

Sentindo o sangue na garganta,
João olhou pras bandeirinhas
E o povo a aplaudir.
E olhou pro sorveteiro
E pras câmeras e a gente da TV filmava tudo ali.

E se lembrou de quando era uma criança
E de tudo o que vivera até ali.
E decidiu entrar de vez naquela dança:
— Se a Via-crúcis virou circo, estou aqui.
E nisso o sol cegou seus olhos
E então Maria Lúcia ele reconheceu.
Ela trazia a Winchester 22,
A arma que seu primo Pablo lhe deu



— Jeremias, eu sou homem. Coisa que você não é.
E não atiro pelas costas, não.
Olha pra cá, filho da puta sem vergonha
Dá uma olhada no meu sangue
E vem sentir o teu perdão.

E Santo Cristo, com a Winchester 22,
Deu cinco tiros no bandido traidor.
Maria Lúcia se arrependeu depois
E morreu junto com João, seu protetor.

O povo declarava que João de Santo Cristo
Era santo porque sabia morrer
E a alta burguesia da cidade não acreditou na história
Que eles viram da TV.

E João não conseguiu o que queria
Quando veio pra Brasília com o diabo ter:
Ele queria era falar com o presidente
Pra ajudar toda essa gente que só faz sofrer!

2 comentários:

Tiêgo R. Alencar disse...

Não sei se a adaptação pro cinema vai ficar legal, mas acho que não custa nada conferir. A história me pareceu ótima, e a Ísis Valverde vai fazer o papel de Maria Lúcia, pra completar <3 Enfim, ótima dica!

Abraço :)

Thaíse L. disse...

Eu adoro essa música, ou melhor essa história. João de Santo Cristo é um dos meus personagens favoritos. Adorei o post. Beijos.